Com facão e bandana, guerrilheiros do Brujeria fazem show em SP

Eles costumam subir ao palco empunhando facões (aqueles de cortar cana e cabeças nos filmes de terror) e cobrindo os rostos com bandanas. Usam pseudônimos porque alegaram, por muito tempo, que seus integrantes eram narcotraficantes procurados pelo FBI. A capa de seu primeiro álbum, lançado em 1993, tinha a imagem de uma cabeça decapitada e, por isso, foi censurado em diversos países. Toda essa lenda cerca o Brujeria, um grupo mexicano de death metal que combina drogas, sexo, satanismo e política latino-americana em suas letras.

brujeria

É claro que o papo de estarem envolvidos com o tráfico é só um tempero para atiçar a imaginação dos fãs. Na verdade, a banda foi um projeto paralelo do americano de origem mexicana Dino Cazares, guitarrista do Fear Factory. Na sua origem, em 1989, o grupo era composto por Cazares (guitarra), Pat Hoed (bateria), Billy Gould (baixo) e Juan Brujo (vocal). O primeiro disco, “Matando Güeros” (1993), é uma paulada só, sujo, com letras cantadas em espanhol e uma atitude agressiva, tocando como guerrilheiros em ação.

brujeria2

Mal comparando seria um Rage Against the Machine bem mais poluído e extremo. Os caras tiveram a inegável importância, assim como o Sepultura no Brasil, de chamar a atenção dos metaleiros para o que estava sendo produzido na América Latina. Emendaram um segundo álbum, “Raza Odiada”, dois anos depois da estreia. Até a MTV se rendeu à fúria do Brujeria e colocou no ar um clipe da banda nos anos 1990. Mesmo com a popularidade em escalada, o grupo se recusava a fazer shows ou dar entrevistas, mantendo o mistério controlado.

Houve um vai-e-vem de integrantes nos anos seguintes e apenas mais um álbum de estúdio em 2000, chamado “Brujerizmo” . Hoje, restam no elenco original somente Juan Brujo,  Pat Hoed e Pinche Peach. É a formação que toca neste domingo (9/3), às 18h, no Clash Club, na Barra Funda, em São Paulo. Cabeças vão rolar. Mais informações sobre a apresentação aqui.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s