Os poucos filmes de terror que ganharam o Oscar

Cena de "O Bebê de Rosamary", que rendeu a Roman Polanski o Oscar de roteiro
Cena de “O Bebê de Rosemary”, que rendeu a Polanski o Oscar de roteiro

Mais uma lista de indicados ao Oscar divulgada, mais uma lista sem filmes de terror. O desprezo pelo gênero, como já sabemos, é histórico, vem desde o início da premiação, em 1929. Fiz um apanhado entre os principais vencedores e indicados ao prêmio para ter uma noção de como esse tipo de produção é preterido pela Academia de Artes e Ciências Cinematográficas.

Ok, nem levo tão a sério assim a premiação, grandes filmes são esnobados ano a ano, mas é curioso perceber a presença minguada do gênero entre os selecionados. O registro a seguir começa em 1932, quando o ator Fredric March levou a estatueta por O Médico e o Monstro, de Rouben Mamoulian, e termina em 2015, último ano de que me lembrei de uma indicação importante a um filme de horror (para a atriz Rosamund Pike, em Garota Exemplar).

+ As máscaras que fizeram história no cinema de horror

Isso serve tanto para destacar ótimas produções esquecidas pelo tempo quanto para ressaltar o estranho mundo dos votantes do Oscar, que deixaram de fora da disputa filmes como O Iluminado (1980), de Stanley Kubrick, e diretores como John Carpenter e, pior ainda, Alfred Hitchcock, ambos ignorados pela Academia. Hitchcock chegou a ser indicado cinco vezes como diretor, mas não levou em nenhuma delas. Só recebeu um prêmio de consolação, o Irving G. Thalberg Memorial Award, em 1968.

Continuar lendo