A arte deformada de Jonathan Payne e nossa atração pelo bizarro

É estranha a nossa reação quando estamos à frente de algo bizarro: sentimos repulsa, mas não a ponto de querer se afastar do objeto (pelo menos, esse é o meu caso). Fiquei intrigado com as esculturas criadas pelo artista americano Jonathan Payne, especialmente a série que ele chama de Fleshlettes. São esculturas feitas de acrílico, cabelo e pedaços de borracha que reproduzem partes do corpo humano em combinações surreais, como uma língua cheia de dentes e uma massa de pele com verrugas e dedos sobrepostos.

+ Um tubarão possuído pelo demônio nas telas perto de você

Continuar lendo