Filme esquisitão mostra homem que arranca a pele em nome do amor

He+Took+His+Skin+Off+For+Me+Wallpaper

Como conclusão de curso na London Film School, o diretor inglês Ben Aston, de 27 anos, fez um curta-metragem bem esquisitão, bonito e assustador ao mesmo tempo. O título do filme entrega a história: He Took His Skin Off for Me (Ele Tirou Sua Pele por Mim, na minha tradução). Adaptação de uma história criada por Maria Hummer, a fita mostra como, a pedido da mulher, um homem arranca a própria pele e deixa os músculos à mostra antes de se sentar na mesa de jantar (sobre a qual será servido um filé mal-passado).

+ Confira 5 cenas antológicas do cinema de horror

Na primeira vez que o encara na carne viva, ela o elogia, não estranha aquela presença assustadora, demonstrando compreensão diante da situação bizarra. Entende o ato como um desnudamento corajoso do parceiro. Eles transam como antes, a não ser pelas marcas de sangue que ele deixa nas costas dela, no colchão, no travesseiro. Trata-se de uma fábula sensível com uma influência claríssima: David Cronenberg, caso tenha visto, certamente aprovou o trabalho de Aston. E o que falar da maquiagem? Para uma produção independente é impressionante (não há efeitos digitais no que vemos na tela). Eu gostei. Assista ao filme completo abaixo e me conte o que achou. Vale filosofar à vontade.